GERAL

Turismo interno está crescendo em Schroeder, aponta diretor




Vale Rio do Júlio. Foto: Divulgação

Em tempos de pandemia, os espaços públicos para lazer estão fechados por determinação de decretos estaduais e municipais a fim de evitar a contaminação da população com o novo coronavírus.

Apesar disso, Schroeder tem investido na manutenção e na criação de novos locais para que os schroedenses possam, após a pandemia, levar a família para os momentos de lazer.

Além do parque de eventos municipal, que tem passado por mudanças externas, com a manutenção do bosque, que deve ganhar uma trilha, que já está mapeada, há, ainda, o projeto de construção de uma pista de corrida ao redor do campo de futebol.

Além disso, conta Ivanio Dalton Laube, diretor de turismo, o município trabalha na captação de recursos para implementar uma pista de pump track, para a prática de esportes como bike, patins e skate.

A pista deve ser construída na lateral do campo e depois de ter o projeto apresentado pelo vereador Giovane Fodi, aguarda captação de recurso para ser construída.

Outros pontos destacados por Laube e que recebem, constantemente, investimentos de manutenção e reformas paisagísticas são as praças central e nos fundos da Marisol, além da área verde na região central.

Atualmente, o principal ponto turístico e que tem recebido o maior volume de visitantes e turistas é a Estrada Rio do Julio, que tem recebido melhorias estruturais, como placas de sinalização. O diretor de turismo destaca, ainda, a força da rota turística que deve receber também choupanas.

“Queremos dar mais conforto para o pessoal que passa ali. Fizemos um levantamento com um morador que mora próximo e, em um fim de semana, passaram mais de 500 bicicletas por ali. É uma rota ecoturística muito forte”, diz.

O Morro Pelado, conta o diretor, tem sido uma alternativa utilizada pela população para fugir das aglomerações e respirar a natureza.

“Era uma tendência e está se confirmando. O turismo interno está crescendo porque as pessoas não podem viajar e o Morro Pelado tem sido uma opção”, fala.

Morro Pelado. Divulgação

Mesmo sem falar em valores, Laube ressalta que os investimentos no turismo, áreas de lazer para adultos e crianças, como os parquinhos infantis, são constantes. “É um trabalho contínuo”, garante.

Apesar disso, o diretor fala que é preciso trabalhar na conscientização para que os espaços sejam, também, preservados pela própria comunidade.

“Infelizmente há questões de vandalismo e, por isso, precisamos sempre trabalhar com a conscientização e em parceria com a comunidade”, diz.

Neste momento, ressalta o diretor, os espaços estão fechados e ele reforça o pedido para que as pessoas evitem aglomerações e procurem espaços alternativos, como aquelas de contato com a natureza.

Parquinho no Centro de Schroeder. Foto: Gênesis Costa/Schroeder Post.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM