GERAL

Distanciamento também é demonstração de amor aos pais



O Dia dos Pais, tradicional comemoração familiar, com muitos abraços, beijos, comida boa, se aproxima. Porém, em 2020, essa data traz um desafio novo e bastante grande. Com a curva de contágio em alta em Santa Catarina, todo cuidado é pouco, tanto na hora de escolher o presente quanto na hora de dizer o eu te amo.

O assessor de Saúde da Amvali, Luiz Fernando Medeiros, que por décadas se dedicou a estudar os índices e tendências relacionados à área como servidor da Prefeitura de Jaraguá do Sul, é enfático ao fazer o alerta.
“Depois de 15 dias do Dia das Mães, enfrentamos um aumento considerável de casos de coronavírus em Jaraguá do Sul. A diferença, entretanto, é que naquela época a situação estava totalmente sob controle e hoje estamos enfrentando o pico da doença. Se todo mundo for fazer encontro de família, vamos ter uma piora ainda maior do quadro e aí sim podemos ter sobrecarga do sistema de saúde”, alerta.

A fala de Luís Fernando é facilmente ser comprovada pelos números. Boletim do coronavírus do dia 9 de maio apontava para 39 casos confirmados da doença em Jaraguá do Sul. Duas semanas depois, eram 77 confirmados, um aumento de 97,5%. E, agora, já são cerca de 1.800 casos.
“Imagina multiplicar. É perigoso. Então, como especialista de saúde, meu conselho é adiar a reunião familiar. Mande entregar o presente, ligue em vídeo. O cuidado com a saúde dos pais é uma demonstração grandiosa de amor”, diz Luis Fernando.

A preocupação aumenta ainda mais porque pessoas acima de 60 anos estão no chamado grupo de risco, ou seja, têm mais chances de ter um quadro grave da doença. E, além da idade, questões de peso ou doenças como diabetes e hipertensão acendem ainda mais o alerta.
Das 16 mortes registradas em Jaraguá do Sul em decorrência do coronavírus, apenas duas pessoas tinham menos de 50 anos. Entre 50 e 70, são 13 vítimas fatais, ou 81%. Acima de 70, uma morte foi confirmada.

“Reunião familiar neste momento da pandemia é o ambiente perfeito para a disseminação do coronavírus pelas pessoas assintomáticas ou pré-sintomáticas e pode vir a ser fatal aos seus pais, além de ajudar a disseminar o vírus a outros membros de sua família”, alerta o especialista.

Comércio se organiza para atender demanda sem aglomerações

Desde a liberação das atividades comerciais em Santa Catarina, o setor tem se organizado para atender a demanda respeitando as normas de proteção à saúde. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Neivor Bussolaro, ressalta que a compra antecipada é uma alternativa.

Além disso, muitas lojas do município oferecem compras online em seus sites próprios e redes sociais, com entrega segura.
“É importante fazer um gesto de carinho, mas também é muito importante pensar na saúde de quem amamos. Então, sugiro que as pessoas se organizem, se antecipem, comprem de forma segura, peçam entrega. Enfim, existem muitas opções para presentear os pais evitando riscos desnecessários”, diz o secretário, que reforça a importância da valorização do comércio local.
“É um momento delicado para economia no mundo todo. Mas cada um pode fazer a sua parte, comprando aqui, ajudando a manter os negócios abertos e o emprego das pessoas”, defende.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM