GERAL

Procon de Schroeder orienta consumidores a utilizar portal nacional de reclamação



Os decretos e a necessidade de isolamento social para contenção da pandemia afetam, diretamente, a relação de consumo da comunidade. As compras online cresceram significativamente, uma vez que não há contato e os produtos são entregues diretamente na casa dos consumidores.

Apesar disso, os problemas que afetam o consumidor continuam acontecendo, apesar da mudança de modalidade de compra. Normalmente, as reclamações são realizadas diretamente no Procon, órgão responsável por zelar e garantir os direitos – e deveres – do consumidor, mas a pandemia pede atenção e, por isso, a diretora do Procon, Nadiete Marcílio, orienta a população sobre como proceder caso haja necessidade de formalizar uma reclamação contra alguma loja ou marca.

Ela explica que os registros podem ser realizados online, através do site www.consumidor.gov.br. O grande banco de dados nacional reúne mais de 400 empresas cadastradas dos mais variados segmentos.

“Há uma gama bem grande de empresas cadastradas ali. Então, o consumidor que tem internet em casa e está com alguma reclamação para registrar, pode fazer através do site. Assim, não precisa sair de casa e ir até o Procon neste momento de isolamento”, explica Nadiete.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM