GERAL

Vereadores pedem toucas inglesas para pessoas em quimioterapia em Jaraguá do Sul

A última estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontou que, no Brasil, cerca de 625 mil casos de câncer seriam diagnosticados por ano no triênio 2020-2022.

Muitas dessas pessoas precisam passar por quimioterapia para destruir as células cancerígenas. Porém, ao mesmo tempo em que combate o câncer, o procedimento também afeta as células do folículo capilar, ocasionando a queda de cabelo.

Esse efeito colateral acaba impactando na autoestima dos pacientes, prejudicando o tratamento. Alguns, inclusive, abandonam a quimioterapia por conta do problema.

Para solucionar isso, uma empresa do Reino Unido criou um equipamento que reduz e inibe a queda de cabelo: a touca inglesa.

A tecnologia age cerca de 30 minutos antes de iniciar a quimio e só é retirada da cabeça do paciente uma hora depois que ela acaba.

O sistema resfria o couro cabeludo a uma temperatura entre 18ºC e 22ºC, promovendo uma menor absorção dos fármacos nessa região, já que há uma diminuição do fluxo sanguíneo nos folículos capilares.

Na sessão desta terça-feira (23) na Câmara Municipal de Jaraguá do Sul, a vereadora Nina Santin Camello (Progressistas) e o vereador Osmair Gadotti (MDB) fizeram uma indicação que pede à Prefeitura jaraguaense e à Secretaria Municipal de Saúde a aquisição dessas toucas inglesas para uso de pacientes do Sistema Único de Saúde no município.

Eles lembram que o aparelho já tem o aval da Anvisa e já está sendo utilizados em outros municípios brasileiros.

A indicação foi aprovada pela unanimidade dos vereadores e enviada ao Executivo para análise.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM