SEGURANÇA

Polícia de Schroeder recebe primeira chamada por aplicativo





O aplicativo PMSC Cidadão, lançado em novembro do ano passado pela Polícia Militar de Santa Catarina, começou a funcionar e já tem seu primeiro registro de uso para uma chamada de caso de perturbação, em Schroeder.

O aplicativo, disponível para dispositivos Android e iOS, permite que o cidadão possa fazer denúncias, além de enviar vídeos, fotos e áudios.

A primeira ocorrência recebida por meio do aplicativo pela Polícia Militar, em Schroeder, foi um caso de perturbação do sossego alheio.

O aplicativo permite, também, que o reclamante possa avaliar o serviço prestado pela PM, levando em conta a resolução do problema, o atendimento dos policiais, o comparecimento e tempo de deslocamento.

No caso da ocorrência em Schroeder, os policiais receberam nota máxima em todos os quesitos. Data e local específicos da ocorrência não foram informados pela PM a fim de preservar a identidade do denunciante.

O capitão Antonio Benda da Rocha, coordenador de Redes de Prevenção da PM, destaca as vantagens do aplicativo. "O usuário tem a disponibilidade de enviar e receber todas informações necessárias para o atendimento de uma ocorrência policial, como exemplo, envio da foto de um veículo abandonado em determinada rua com interação direta da Polícia", explica.

O aplicativo facilitará, ainda, o trabalho voltado para proteção contra mulher. A mulher poderá solicitar visitas preventivas por policiais especializados em casos de violência doméstica. O sistema também conta com o Botão do Pânico, com atendimento prioritário, para mulheres que tenham medida protetiva.

O programa deve receber novas funcionalidades a partir do mês de maio, tais como integração ao programa Rede de Vizinhos, Rede de Segurança Escolar, Rede de Segurança Rural, Proerd, SOS Desaparecidos, Futebol Seguro, entre outros.

Como utilizar

Para baixar o sistema basta possuir dispositivo com qualquer versão dos sistemas Android ou iOS, e que tenha acesso aos sistemas de Wi-Fi ou dados móveis, e GPS. É necessário buscar pelo aplicativo PMSC Cidadão na Google Play ou AppleStore, e baixar o aplicativo.

Após a instalação o usuário deverá cadastrar uma foto, CPF, nome, data de nascimento, endereço, telefone e dados complementares. A Polícia Militar informa que é importante manter esses dados atualizados, pois serão utilizados para entrar em contato com o solicitante, em caso de emergência. 

A PM assegura que as informações fornecidas são sigilosas e utilizadas apenas pela polícia, no trabalho de atendimento e proteção ao cidadão. A PM poderá rastrear o dispositivo do solicitante, o que assegura ação mais rápida e efetiva, além de inibir os trotes.

O cidadão também poderá conversar com os policiais da central e a guarnição em campo por meio de um chat. O mecanismo também facilitará a comunicação de pessoas que tenham deficiência de fala ou audição, que normalmente têm dificuldade em expressar ao telefone sua emergência.


 


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM