GERAL

Mais um foco do mosquito Aedes aegypti é localizado em Schroeder



Desde o início do ano, Schroeder já confirmou dois focos do Aedes aegypti. O mosquito transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus foi localizado no Centro-Norte, próximo ao posto de saúde. Anteriormente, um foco havia sido detectado na rua Rio de janeiro, no bairro Schroeder I, perto de um mercado.

De acordo com a enfermeira Cristiane de Lima Pacheco, da Vigilância Epidemiológica, os agentes de endemias já estão realizando visitas nas casas próximas para fazer orientações e eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Menor do que os mosquitos comuns, o Aedes aegypti é preto com listras brancas no tronco, na cabeça e nas pernas. Possui hábitos diurnos e costuma picar especialmente nas primeiras horas da manhã ou fim da tarde. O mosquito precisa de água parada, seja ela limpa ou suja, para se reproduzir.

Por isso, vive preferencialmente em ambientes urbanos, depositando seus ovos em pneus, latas e garrafas vazias, calhas entupidas, pratinhos de plantas, caixas-d’água descobertas e outros objetos.

Para evitar a proliferação do Aedes aegypti, deve-se impedir o acúmulo de água nesses locais.

“Eliminar possíveis criadouros do mosquito, como lixo, pneus, retirar pratinhos de vasos de plantas ou colocar areia para não acumular água e retirar entulhos como armários, sofás, pias entre outros objetos que possam acumular água”, destaca Cristiane.

 Quer receber as notícias da região no WhatsApp? Clique aqui 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM