GERAL

Procon de Schroeder: Confira algumas dicas para compra de presente no Dia das Crianças



Comprar presente para crianças pode parecer uma tarefa fácil, mas na prática há vários pontos que precisam ser considerados, segundo o Procon de Schroeder.  

Faixa etária: Antes de pensar no presente, considere a idade da criança. Os produtos têm indicações de faixa etárias diferentes que devem ser seguidas tanto por questões de segurança quanto por questões educativas. 

Segurança: Outra medida é verificar se o brinquedo tem o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Essa certificação é obrigatória e garante que o produto passou por testes de segurança.

O selo pode vir impresso, em etiqueta adesiva na embalagem ou afixada ao próprio produto em etiquetas de pano ou papel, como no caso das pelúcias. Mas o selo do Inmetro não é o único critério a ser observado em termos de segurança.

Avaliar as características dos produtos é fundamental para proteger os pequenos de acidentes. Mesmo se o item for reconhecido no mercado, fique atento à presença de tinta e de peças pequenas, pontiagudas e cortantes.  

Caso ache necessário, peça ao vendedor que abra a embalagem para observar as condições do produto. Ler o manual de instruções do produto e é uma medida importante para garantir que o presente não se transforme em dor de cabeça depois. 

Compra online: Muitos consumidores optam por realizar a compra do presente do Dia das Crianças pela internet, telefone ou catálogos. Nesses casos, como não é possível ver o produto antes e avaliar os aspectos de segurança, por exemplo, o consumidor pode desistir da compra.

O Código de Defesa do Consumidor garante o direito de arrependimento, ou seja, é possível cancelar a compra sem custo em até sete dias após realizá-la ou do recebimento da mercadoria.  Antes de comprar pela web é importante verificar se a loja é confiável.

Procure empresas conhecidas ou indicadas por amigos. É importante observar se o site possui canais de contato, se informa o CNPJ e endereço, entre outras informações.

Produtos importados: No caso de compra em sites estrangeiros, não se deve levar em conta somente o preço do produto. É preciso considerar também outras taxas como o custo do frete e dos impostos incidentes sobre importações. 

Além disso, verifique se a empresa tem representantes no Brasil. Só assim poderá contar com assistência técnica e reclamar mais facilmente caso o produto apresente defeito.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM